Sete meses on-line. Entre muitas dispensas, datas de embarque que não batiam e feelings não correspondidos, finalmente posso dizer: I have a match!

O processo de Au Pair, embora seja diferente para cada uma de nós, é uma caixinha de surpresas que nos testa desde o início. Ficamos ansiosas para a entrevista, para o teste de inglês, para os resultados, para o match, para o visto, para o embarque... A verdade é que estamos sempre esperando pela próxima etapa. 

Eu decidi ficar on-line oito meses antes da data de embarque pretendida. Pode parecer bastante tempo, mas sempre me senti mais confortável sabendo que teria folga para escolher a família que quisesse. Tive muitas no perfil (sério, ainda não acredito que foram tantas), mas, como quantidade não é qualidade, o match demorou alguns meses para chegar. Além disso, como fiquei on-line muito cedo, a maioria das famílias que entraram em contato comigo me queriam para janeiro/fevereiro - e como eu estava presa aqui até março por conta da formatura, só me restou dispensá-las.

Se você não está na idade limite para o programa, não corra com o processo. Não tenha pressa; leve o tempo que for necessário para escolher a melhor família para você. Todas sabemos que não existem famílias perfeitas, mas isso não significa aceitar qualquer uma que entre no seu perfil. Não foque apenas no lugar. Todos que me conhecem sabem que meu sonho sempre foi o Arizona. Eu queria muito uma família de lá, mas não aconteceu. E, se acontecesse, eu não encontraria a família que encontrei. Não, eu (definitivamente) não sou aquele tipo de pessoa "tudo acontece por um motivo". No entanto, o fato de eu me abrir para outras possibilidades me trouxe uma família que parece ser legal. E, mesmo sabendo que apenas a rotina decidirá se nós realmente seremos um bom match, eu estou feliz por agora.


Eu tive o famoso feeling com três famílias. A primeira entrou no meu perfil em outubro e era de Baltimore/MD; eu simplesmente amei o perfil deles, mas não deu certo porque desistiram de ter au pair. A segunda entrou no início de janeiro e era de Teaneck/NJ; conversei bastante com a mãe por e-mail, mas infelizmente nossas datas não batiam - me doeu muito ter que dispensá-los. A minha família entrou no meu perfil na madrugada do dia 30/01. Eu vi a notificação na hora e corri para ler as informações. Não tive o feeling imediatamente, como havia acontecido com as duas anteriores, mas o modo como eles escreveram as informações do perfil me chamou a atenção e eu decidi conversar.

No primeiro Skype eu me apaixonei. Mas, como boa desconfiada que sou (não era possível que eles fossem tão legais daquele jeito!), não me deixei levar e mandei uma lista de perguntas para o e-mail da hosta. Ela me respondeu, marcamos mais um Skype para ela reforçar as respostas e eu comecei a perceber que eles poderiam ser a minha família. Isso me deixou um pouco ansiosa e, no dia 02/02, eu pedi para eles saírem do meu perfil. Falei que queria conversar com outras famílias para ter certeza de que faríamos o match certo e eles saíram assim que receberam meu e-mail.

Depois disso, trocamos mais mensagens e marcamos um Skype para eu conhecer as kids, ao mesmo tempo em que eu conversava com outras famílias. Fizemos o Skype e aproveitei para pedir para falar com a Au Pair atual. Eles me passaram o contato dela, conversamos por meia hora e ela confirmou tudo o que eu esperava. Depois, continuei mantendo contato com a au pair por e-mail e isso me ajudou muito a conhecer melhor a rotina e a personalidade da host family.

Eles voltaram para o meu perfil em 18/02, dia da minha colação de grau. A hosta me mandou um e-mail gracinha me parabenizando e marcamos mais um Skype para a semana seguinte. Era Carnaval e a Internet estava horrível por conta do tanto de acessos ao mesmo tempo, então ficamos eu e minha amiga Babi (que é Au Pair em Seattle e tem um blog maravilhosinho linkado aqui) correndo de casa em casa para achar uma conexão decente. Foi um Skype super divertido. Nós sabíamos que queríamos o match e, como foi tudo bem natural, não rolou aquele "Will you be our Au Pair?". Depois disso, continuamos em contato por e-mail e fizemos outro Skype três semanas depois. Eles me mostraram a casa e logo em seguida recebi um e-mail da hosta:


E o meu match foi assim, agora é torcer para ter feito uma boa escolha e partir para os próximos passos. Estou bem animada e mal posso esperar pelo embarque. ♥

Redondo Beach, California, here I go!


2 Comentários

  1. GENTEEE!! HAHAHAHAHA AQUELE SKYPE PIGANDO DE LÁ E CÁ FOI SUFOCO PURO! nunca vou esquecer!! mas foi muito amor também ♥

    ResponderExcluir
  2. UHSDUHAD nunca vou esquecer aquele Skype! Ô sacrifício pra achar uma internet decente, gente!

    ResponderExcluir